Reuniao-do-Plano-de-Convivencia-com-a-Seca-do-ES-Foto-Kevyn-Fracalossi-1-1024x678

Linhares: Segunda reunião do Plano de Convivência com a Seca no ES é realizada em Linhares

Nesta terça-feira (27/2) aconteceu a segunda reunião que faz parte das ações desenvolvidas pelo Grupo Técnico de Contingenciamento e Mitigação dos Impactos da Seca e da Estiagem no Espírito Santo (GTSECA), criado pela Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), em parceria com a Secretaria de Agricultura de Linhares.  O encontro foi realizado no auditório do Sicredi.

Na ocasião, a Agerh realizou duas palestras tratando de temas sobre a gestão de recursos hídricos no Espírito Santo e como a agência está adotando medidas preventivas para lidar com a seca no estado.

Uma das iniciativas significativas citadas é o desenvolvimento do aplicativo Hidro ES, em parceria com instituições como a ArcelorMittal Tubarão, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e Ministério Público Estadual (MPES). Esse aplicativo permite monitorar em tempo real a situação de vazão da bacia hidrográfica do rio Santa Maria da Vitória, prevendo tanto inundações quanto secas, auxiliando na gestão dos recursos hídricos do estado.

Durante a apresentação, o diretor da Agerh, José Roberto Jorge, ressaltou que a agência começou a implementar em 2024 a emissão automatizada de declarações para os agricultores irrigantes, o que representa uma iniciativa inovadora para facilitar o dia a dia dos produtores rurais e agilizar o acesso à água.

O secretário de Agricultura de Linhares, Fabrício Fardin, presente no encontro, comentou que, com a implantação automática da declaração para os irrigantes, a liberação do uso da água torna-se mais ágil e os irrigantes estão autorizados a iniciar sua utilização de imediato, desde que cumpram todos os requisitos estabelecidos na Instrução Normativa (IN) 001/2024. A IN, que introduz o sistema eletrônico, visa aprimorar e acelerar os processos relacionados à emissão de declarações de uso de recursos hídricos para irrigação em corpos d’água pertencentes ao Estado do Espírito Santo. Essa medida, além de simplificar a vida dos usuários, também assegura uma gestão mais eficaz dos recursos hídricos.

“As ações de convivência com a seca devem ser discutidas e desenvolvidas num contexto de parceria com os órgãos competentes, usuários do sistema hídrico, produtores rurais e a sociedade civil. A construção de um conjunto de ações eficazes de convivência com a seca depende da prevenção, preparação e antecipação a estes eventos climáticos em nossa região e estados complementaram”, concluiu o secretário.

Estiveram presentes no evento o promotor de justiça do Ministério público, Helder Mageski; o diretor da Agerh José Roberto Jorge; o engenheiro da Agerh, Dr. Walter Batista;  o presidente do Sindicato Rural de Linhares, Antonio Robert; o representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Linhares, Venício Berti; o chefe de pesquisa do Incaper Altino Machado; o vereador Juarez Donatell; dentre outras autoridades e entidades ligadas ao agronegócio em Linhares.

(DA REDAÇÃO \\ Gut Gutemberg)

(INF.\FONTE: Internet \\ Valda Pessotti Ravani)

(FT.\CRÉD.: Internet \\ Divulgação)